A ÉTER – Produção Cultural,  a CMS e a Fundação CulturSintra, apresentam 

TPS 2019 – CICLO DE TEATRO

E PATRIMÓNIO EM SINTRA

Teatro e Instalações Multimédia,

4 espetáculos em 4 monumentos do Património Cultural sintrense.

Celebrando a comemoração dos 130 anos da publicação d’Os MaiasTPS 2019 realiza-se em 4 locais histórico/patrimoniais Sintrenses – Quinta Mont Fleuri, Casa do Eléctrico de Sintra, Quinta da Ribafria e Palácio Nacional de Sintra – enaltecendo o carácter simultaneamente histórico e cultural destes monumentos – histórico, enquanto síntese do passado da comunidade sintrense; cultural, enquanto elemento vivo e ativo da participação cívica dos sintrenses.

Abordando a obra Os Maias, de Eça de Queirós, as adaptações são de Miguel Real, a encenação de Filomena Oliveira e a arte performativa e multimédia, ligadas a tecnologias contemporâneas, de David Martins.

Clique nas imagens para mais informação

Documentário do Projeto “Vieira – O Céu na Terra”

Documentário que revela a experiência artística e cultural realizada pela ÉTER – Produção Cultural em Belém do Pará (Março de 2015) e na Guiné-Bissau (Maio de 2015):
Vieira – O Céu na Terra – um projeto de Teatro, Instalações multimédia e Conferências – em torno da vida e obra de Padre António Vieira, interligando artistas e entidades de Portugal, Guiné Bissau e Brasil.

REALIZAÇÃO e EDIÇÃO Barnabé Freixo | IMAGEM Barnabé Freixo, David Martins, Demba Sanhá, Magda Bull, José Ricardo | OPERAÇÃO DRONE Barnabé Feixo | PÓS- PRODUÇÃO ÁUDIO Nelson Marquez (bolita sonido) | PRODUÇÃO Éter – Produção Cultural, Coixi Media | PRODUÇÃO EXECUTIVA Cláudia Faria, Magda Bull | MÚSICA “Índios Celestiais” – David Martins, “O Céu na Terra” – David Martins, “Dissan Na M bera” – Super Mama Djombo

VIEIRA – O CÉU NA TERRA no facebook

Outras criações

CULTURA PORTUGUESA, LUSOFONIA E IDENTIDADE EUROPEIA
TEATRO, LITERATURA, MÚSICA E INSTALAÇÕES MULTIMÉDIA

Criação e Produção Artísticas​ em Monumentos e ​Salas de Espectáculo

A ÉTER – Produção Cultural apresenta espectáculos que revelam e iluminam a história e a cultura portuguesa:

O Ano da Morte de Ricardo Reis (2018) e Memorial do Convento (2007 a 2018), de José Saramago, no Palácio Nacional de Mafra e na Fundação José Saramago; Os Lusíadas (2013 a 2018), de Luís de Camões e As Máscaras de Pessoa (2018) no Mosteiro dos Jerónimos, de Filomena Oliveira e Miguel Real ; Os Maias (2008 a 2018), de Eça de Queirós, no Centro C. Olga Cadaval; Frei Luís de Sousa (2014 a 2018), de Almeida Garrett, no Centro C. Olga Cadaval; Vieira – O Sonho do Império (2009 a 2018),  no Museu Nacional do Teatro e da Dança e Palácio Nacional de Mafra e Liberdade, liberdade!, de Filomena Oliveira e Miguel Real disponível para itinerância (Macau 2010 | Guiné 2013).