Banner-Identidade

About us

ÉTER – Cultural Production is dedicated to artistic creation and production in the areas of the Theatre, Literature and Music, with the main theme of research in the history and culture of Portugal. ÉTER deepens and develops the relationship between the public, the artistic language and determinants themes of Portuguese History and Culture nowadays.

Offering quality and aesthetics shows , also contributes to the artistic and cultural education of the young students promoting understanding of literature novels, or important episodes of our history and culture.

A ÉTER cria, produz e apresenta espetáculos em espaços patrimoniais e salas convencionais. Caracteriza-se por uma gestão que se baseia, quer na apresentação nacional desde 2007, com produções em cena a longo prazo, temporadas longas que se repetem ano após ano e públicos que se renovam, quer a nível internacional com espetáculos em comunidades ligadas à língua e à cultura portuguesas. A ÉTER proporciona ainda atividades paralelas aos espetáculos contextualizadas com os projetos, que divulgam os parceiros locais, criando assim vínculos culturais fortes nas comunidades em que se insere. A ÉTER apresenta as seguintes produções, que revelam e iluminam a história e a cultura portuguesa.

1 – Memorial do Convento​​​​​​​​​​, de José Saramago, no Palácio Nacional de Mafra – visto por mais de 100 000 pessoas, em cena desde 2007; itinerâncias: Penafiel, no âmbito da Escritaria; Claustros da Universidade de Évora, nas Comemorações dos 400 anos da Universidade; Theatro Circo de Braga “março mês do Teatro”; Centro Cultural Olga Cadaval.  Desde 2013 que está em cena na Fundação José Saramago, onde também esteve presente nas comemorações do aniversário do escritor. (Atividade paralela no PNM : Visita Guiada ao Palácio, sobre a temática da obra literária.)

2 – Vieira – O Sonho do Império​​​​​​​​​​, de Miguel Real e Filomena Oliveira, no Museu Nacional do Teatro, em Lisboa – visto por mais de 5 000 pessoas, em cena desde 2008. Atividades paralelas: roteiro barroco, roteiro vieirino e jogo sobre a vida do Pe. António Vieira;

3 – Os Maias​​​​​​​​​​, de Eça de Queirós, no Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra – visto por mais de 19 000 pessoas, em cena desde 2009; itinerâncias: Theatro Circo de Braga “março mês do Teatro. (Atividade paralela: Maratona fotográfica e roteiro queirosiano.)

4 – Navegar – Camões, Pessoa e o V Império​​​​​​​​​​, de Filomena Oliveira e Miguel Real, no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa – visto por 2 000 pessoas, em cena desde janeiro 2012. Atividade paralela: roteiro cultural “Lisboa de Camões e Pessoa” e texto de Miguel Real “Sobre Camões e Pessoa”;

5- Frei Luís de Sousa, de Almeida Garrett, no Panteão Nacional, Lisboa – visto por mais de 2 000 pessoas, em cena desde Janeiro de 2013. Atividade Paralela: Sugestões de visitas complementares.

6 – Liberdade, liberdade!​​​​​​​​​​, de Filomena Oliveira e Miguel Real; itinerâncias: Teatro D. Pedro V, em Macau, no 25 de abril de 2011. Apresentação em Bissau, no Centro Cultural Francês, no Festival Kilombola e no 1º Forum da Escravatura em Cachéu, na Guiné Bissau, em 2013. Atividade paralela: conferências com o escritor Miguel Real sobre temas da cultura portuguesa.